top of page

Aprenda sobre padronização na revisão de texto


A revisão de texto engloba várias atividades. As fundamentais são avaliar e corrigir ortografia e gramática.

 

Mas é preciso ir um pouco além e ficar atento aos padrões também. Embora isso seja uma linha tênue entre a preparação e a revisão de texto, nem todo revisor consegue segurar a caneta para a falta de padronização em um arquivo.

 

Por mais que a palavra ou o trecho estejam escritos corretamente, o fato de eles aparecerem de formas diferentes no arquivo pode incomodar visualmente quem lê.

 

Exemplos: um título de obra que apareça ora todo em caixa alta e baixa, ora apenas com a primeira palavra em caixa alta e baixa. Uma lista com marcadores em que alguns começam com verbos no infinitivo e outros, com substantivos.

 

Essa falta de padrão seria resolvida com um manual. Porém, nem sempre o cliente, principalmente se for pessoa física, tem um para a sua consulta. Muitas vezes ele nem pensa ou sabe que padronizar o texto seria mais adequado.

 

Portanto, sempre que fechar um trabalho, pergunte ao contratante se ele tem algum manual ou se tem restrições/observações a fazer sobre o material.

 

Então, recomendamos que todo revisor tenha um manual básico de consulta.

 

O que um manual de padrões deve conter?

 

O que julgamos essencial como padrão é ter resoluções sobre:

 

• caixa-alta e caixa-baixa para títulos, determinadas palavras e siglas;

• bullets – se iniciarão com caixa-alta ou caixa-baixa e se encerrarão com ponto final ou ponto e vírgula;

• numerais – se por extenso ou em algarismos; se casa de milhar com ponto ou espaço fino;

• pontuação – se caixa-alta ou caixa-baixa depois de dois-pontos; se bold ou itálico para pontuação seguida desses destaques;

• orientações de texto em geral, como o uso de “por meio de/através”, “etc.”, “como, por exemplo”;

• destaques – quando usar itálico, bold e aspas.

 

É importante ressaltar que, antes de sair aplicando os padrões, é preciso olhar o arquivo inteiro. Se ele estiver padronizado de uma forma diferente da que você tem preferência, isso não significa que ele esteja errado.

 

Por exemplo: se a maior parte das ocorrências de um arquivo for com ponto na casa de milhar de um número, você não precisa alterar o arquivo todo para espaço fino. Mas é o seu papel garantir que absolutamente todos os números (com exceção de indicação de ano, nesse caso) estejam com o ponto.

 

Outra observação que merece atenção é: além dos itens gerais do seu manual, o texto do cliente pode ter um tema tão específico, com termos da área, que merecerá atenção especial. Nossa sugestão é: quando você vir que determinada palavra aparece pela terceira vez, por exemplo, anote em um papel ou bloco de notas digital como ela está escrita. Ao final da revisão, dê uma busca no documento para se certificar de que essa palavra está padronizada.

 

Aliás, o Ctrl + L, para Word, e Ctrl + F, para PDF, são os melhores amigos do revisor na hora de checar padronização!

 

Essa ideia de anotar as palavras ajuda muito na hora de fazer um checklist final de tudo o que precisa ser conferido.

 

Esquecemos algum padrão que merece ir para um manual? Indique nos comentários.

 

Crédito da imagem: storyset no Freepik

 

コメント


Categorias
bottom of page